Torcedores do Nacional-URU imitam avião caindo para provocar Chapecoense

O Nacional usou sua conta no Twitter para pedir desculpas à Chapecoense

Nesta quarta-feira, 31, após o término da partida entre Nacional do Uruguai e a Chapecoense, alguns torcedores da equipe uruguaia imitaram aviões, em alusão à queda do avião da Chape em novembro de 2016.

A Conmebol decidiu abrir uma investigação para analisar a conduta dos torcedores. A entidade fará analise das imagens do jogo e também das que circulam nas redes sociais para estudar se cabe ou não penalização ao Nacional por conta dos atos de sua torcida.

Nacional pede desculpas

No final da tarde desta quinta-feira, o Nacional usou sua conta oficial no Twitter para publicar um pedido de desculpas à Chapecoense. O documento é direcionado ao presidente da Chape, Plínio David de Nes Filho.

Diz parte do comunicado:

“Em nome do Clube Nacional de Futebol, manifenstamos ao sr. presidente nosso mais intímo e profundo sentimento de vergonha, solicitamos encarecidamente que aceite nossas mais profundas manifestações de desculpas ante o horroroso e repudiável gesto cometido por parte de nossa torcida na partida de ontem da Copa Libertadores.

Lamentavelmente, muitas mentes doentes canalizam sua irracionalidade aos cenários esportivos (…). Nacional fez grandes esforços, como em geral os clubes do continente, para evitar episódios dessa natureza. Por conseguinte com essa atitude, e porque a ocasião, mais que nunca, o merece, adiantamos que a instituição está realizando as averiguações correspondentes para que os responsáveis recebam as mais severas sanções.”

Não é a primeira vez que torcedores fazem provocações usando a tragédia com o avião da Chapecoense. Em abril do ano passado, em uma partida de handebol em Portugal, torcedores do Porto usaram a tragédia com a Chape para provocar a torcida do Benfica. Os gritos de “Quem dera, se o avião da Chapecoense fosse do Benfica”

No mesmo mês, a torcida do Criciúma entoou cantos de “ão ão ão, abastece o avião” em uma partida entre Chapecoense e Tigre, pela última rodada do Campeonato Catarinense. Na época, a diretoria do clube tricolor repudiou a atitude.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: